terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Rinoceronte

Este espécie é, de entre todos os rinocerontes, a que menos ameaçada está, habitando ainda vastos territórios de savana, no Sul do continente africano, nomeadamente no Congo, Zâmbia, Zimbawe, Botswana, Namíbia, Quénia e África do Sul, aparecendo pontualmente em Angola e Moçambique. 
  Os Rinocerontes são grandes mamíferos perissodátilos (com número ímpar de dedos em cada pata) caracterizados por apresentarem uma pele espessa e pregueada e um ou dois chifres sobre o nariz; é esta característica que está na origem do nome.
  O rinoceronte-branco não é muito diferente do negro, é ligeiramente maior e a sua boca apresenta um formato distinto. Quanto à cor, e apesar do nome, é muito semelhante, não sendo por aí que se encontram diferenças significativas.  O tempo de gestação dos rinocerontes é de aproximadamente 480 dias. O facto de este ser elevado, tem sido um dos motivos que dificulta a sua reprodução e que não permite ainda uma maior garantia de sobrevivência desta espécie. Normalmente, nasce apenas uma cria, que é amamentada pela mãe até aos dois anos.
  O rinoceronte é um herbívoro habituado a uma alimentação diversificada, que se adapta bem a diferentes tipos de plantas, já que ao longo do ano o tipo de vegetação disponível vai variando. 
  Um rinoceronte-branco pode ter em média 1,80 m de altura, 4,20 m de comprimento e pesar mais de 3500 kg. A esperança de vida ronda os 35 a 40 anos em liberdade, podendo em cativeiro durar alguns anos mais.

Mico-leão-dourado

O mico-leão-dourado é um animal em extinção que é muito achado na Mata Atlântica, no sul deste Brasileiro. Uma vez formado o casal, mantém-se fiel. Entre os micos-leões, pequenos primatas americanos, o recém-nascido não passa mais que quatro dias pendurado ao ventre materno. Depois disso, é o pai que o carrega, cuida dele, limpa-o e o penteia. A mãe só se aproxima na hora da mamada. Ele estende os braços e o pai lhe entrega o filhote, que mama durante uns quinze minutos. mas, mesmo nessa hora, o pequeno não gosta que o pai se distancie. Os adultos pesam entre 550 a 600 gramas e medem cerca de 60 cm da cabeça até a calda.  
Eles tem hábitos diurnos e arborícolas. Organizam-se em grupos de até 8 individuos e vivem cerca de 15 anos, sendo a maturidade da fêmea atingida com cerca de 1 ano e meio e a do macho com cerca de 2 anos, sua época reprodutiva é de setembro a março e a gestação demora cerca de 4 meses e meio, gerando, normalmente, entre 1 e 3 filhotes. 
 É uma espécie altamente social.São encontrados,na natureza,em grupos de 2 a 8 indivíduos,frequentemente constituído por membros da mesma família.O grupo consiste do casal reprodutor,1 ou 2 filhotes e outros membros.São altamente territoriais e defendem seus território com ameaças, gritando.

Coruja

 As corujas são animais noturnos, ou as vezes saem para caçar de dia, elas comem animais pequenos como: ratos, cobra, lagartos, etc... Geralmente elas são conhecidas como: duas caras. Pois elas conseguem firar o pescoço 180º para traz. Existem 133 espécies delas das quais mais de vinte se encontram em perigo de extinção caso de várias corujas nativas de florestas tropicais.
  Moram em ninhos que ficam em cima de árvores. Na região do Amazonas, algumas espécies também são chamadas de murutucu. 
 A superstição popular diz que adivinham a morte com o seu piar e esvoaçar. Julgava-se também que essas aves gostam de azeite por visitarem as igrejas durante a noite, onde existiam lamparinas de azeite acesas.  Na realidade elas procuravam os insetos atraídos pela luz das lamparinas. Os filhotes de corujas podem ser vítimas de outros predadores como o gavião.
  A coruja quando adulta pesa aproximadamente 400g e mede mede entre 53 e 65 cm de comprimento. Os filhotes dela, como todo e qualquer passaro, não sabe voar e tem de ficar até um certo tempo no ninho, até que ele aprenda a voar, quando isso não acontece eles ficam desprotegidos e sozinhos no alto das arvores, onde os ninhos ficam.

Águia

 
águia é uma das mais fortes e corajosas aves, o tempo de vida das águias é de 40 anos, embora haja casos em cativeiro em que atingiram os 95 anos. 
 A Águia real, preta ou doirada, é a maior espécie conhecida, alcançando 95 centímetros de comprimento e dois metros de envergadura. Vive acasalada e macho e fêmea caçam juntos, fazendo grande devastação nos pequenos mamíferos e aves, chegando muitas vezes a atacar os de maior tamanho, como cabritos, ovelhas, etc.  Além disso a águia representa um símbolo nos E.U.A, por serrem as mais fortes, rápidas e inteligentes das aves 
 Ela vive preferêncialmente nas terras altas e montanhosas, podendo (por enquanto...) ainda ser vista em algumas serras de Portugal, voando em círculos, em busca da sua presa. Estas aves podem já estar extintas, ameaçada a sua continuidade nos céus portugueses, principalmente pela caça que lhe foi, e continua a ser, movida por caçadores ilegais sem escrúpulos. 
Os postes de alta tensão e as torres metálicas que os transportam também têm sido motivo de muitas mortes. 
 A sua visão é excelente, permitindo ver ao pormenor tudo o que mexe no chão. As sua presas são ratos, coelhos e, pontualmente, répteis. O círculo descrito pela águia real serve para observar cuidadosamente cada palmo de terra por baixo de si. Se, eventualmente, algum dos animais que caça se encontrar por lá, atacará em voo picado, de forma decidida, deixando pouco espaço de manobra à sua presa. Por isso algumas pessoas quando querem elogiar alguém, dizem que a pessoa tem olhos de águia. 
 A águia, lança seus filhotes em determinada fase de seu crescimento, fora do ninho, para aprenderem a voar. É quando só comem cerca de 70% de seu peso por dia,  e não fazem mais nada,elas os lança fora do ninho sem esquecermos que seus ninhos são em altos penhascos...
 Mas sem saberem voar, só caindo, ela voa em volta e quando vê que eles não tem mais
forças, não se debatem mais, ela os pega e volta para o ninho.

Gambá


O gambá como muitos conhecem,  é fedido e muito mal humorado. Na verdade o gambá não fede, ele solta uma substancia fedorenta, para espantar os predadores, ou seja, ele usa isso quando se sente em perigo. Gambá é o nome popular de um animal típico das Américas. É um dos maiores marsupiais da família dos didelfídeosque habitam do sul do Canadá à Argentina e são onívoros ou seja, comem frutas, vermes, insetos, lagartos, anfíbios e até mesmo filhotes de pássaros. Na natureza têm como principal predador o gato-do-mato, O habitat natural dos gambás é a floresta, porém consegue adaptar-se bem em regiões com presença humana.   Enquanto nas cidades são freqüentemente atropelados por terem a visão ofuscada pelos faróis e por terem pouca mobilidade – exceto nas árvores. São ainda confundidos por vezes com o cangambá. Que embora se assemelhe, não é um marsupial, mas sim um mustelídeo. O cangambá é igual o dos desenhos, preto e com uma listra branca no meio, ele e o gambá são cofundidos pelos nomes, pois um é completamente diferente do outro.
 Os filhotes de gambá nascem na forma de embrião e pesam duas gramas, aproximadamente. O desenvolvimento ocorre na bolsa materna da mãe ( como o canguru ). A média de vida de um gambá é de 4 a 5 anos, os adultos medem 40 a 50 cm de comprimento (sem contar a cauda) e o peso dele é de aproximadamente. de 3 a 5 quilos.
  Para quem não sabe a diferença de um gambá e do cangambá olhe a foto lá em cima e essa de baixo.




Porco espinho

 Porco-espinho é um animal muito parecido com um esquilo armado, ou seja, de porco ele não tem nada, só o nome. Armado até os dentes, os porcos-espinhos, que são parecidos com os ouriços, conseguem assustar qualquer animal. O porco-espinho se diferencia do ouriço por ser um pouco mais porco. Enquanto o ouriço tomar banho todos os dias, o porco-espinho só toma banho quando chove. 
 Pequeno, leve, espinhento e narigudo, o porco-espinho é um animal destemido. Nenhum animal chega perto de seus espinhos, e os que se arriscam a se aproximar, tomam uma chuva de espetos. No princípio os porcos-espinho não tinham espinhos e eram chamados apenas porcos- ( com hífen mesmo ), mas com o aquecimento global, estes animais foram sofrendo mutações e adquirindo estes espetos.
 Os porcos-espinhos são úteis na natureza, pois fazem você comprar um novo sapato caso pise neles ( heheheh)  Imagina você com aquele sapato feioso, mas que não tem coragem de trocar. Pisando em um porco-espinho, você terá um motivo para trocar. Por isso o porco espinho é um animal de poucos predadores.
 Quando ele ataca um animal,os espinhos voltam para ele igual um "ímã"é claro que durante a vida dele, ele perde alguns pois ficam nos seres que eles atacam. 
 Cada espécie tem um tanto variado de espinhos, que é de 30.000 há 40.000. O porco espinho é muito parecido com um ouriço, quer ver a diferença entre os dois? olhe as fotos a baixo:


  E ai? Descobriu? Bem se você disse que o de baixo é porco espinho você acertou! Ele quando grande ( é o da foto la em cima) já tem espinhos gigantes, porem quando filhotes parecem o ouriço que é o de cima, apesar desses animais parecerem indefesos, são uma destruição! Porem todos os dois, se defendem jogando os espinhos

zebras!

As zebras são mamíferos, membros da mesma família dos cavalos, nativos da África central e do sul. A pelagem deste animal consiste num conjunto de listras contrastantes de cor, alternadamente, pretas e branca, dispostas na vertical, exceptuando nas patas, onde se encontram na horizontal.
  É nas savanas africanas onde as zebras habitam. Encontram-se distribuídas por famílias: macho, fêmeas e filhotes. Estes animais, por serem atacados habitualmente por leões, podem se tornar animais extremamente velozes, pois para fugirem dos predadores, utilizam a fuga e seus fortes coices, podendo quebrar até a mandíbula de um felino.
  As zebra podem parecer todas iguais, mais não são, a diferença delas é a posição das listras.  Uma zebra pode medir 2,20 m, ter 1,40 m de altura e pesar mais de 200 kg. A sua esperança de vida ronda os 30 anos.
  Os filhotes das zebras, não nascem com listras, eles nascem igual um potrinho, ao longo dos meses, ele vai adquirindo as listras.

Canguru

  O canguru é um animal que todos conhecem como " lutador " pois ele se defende dando uma espécie de chute, para proteger.  
  O seu habitat situa-se em planícies. A sua alimentação baseia-se em vegetais e frutas. O pêlo do canguru é, geralmente, espesso. Crescem durante toda a vida. A sua cauda mede de 0,70 cm a 1,40 m. A maior parte dos cangurus têm orelhas grandes e cabeça pequena. O canguru, quando jovem permanece com a mãe, subindo na sua bolsa para se alimentar e ficar seguro, até que tenha mais que um ano de idade. Os Cangurus vivem na Austrália continental. Pesam cerca de 500 g a 90 kg, medindo cerca de 80 cm a 1,60 metros. A sua gestação demora de 30 a 40 dias, dando à luz apenas um filhote de cada vez. Os cangurus nascem imaturos. O seu desenvolvimento é no interior de uma bolsa na barriga da sua mãe que se chama marsúpio. Alí, o filhote mama e protege-se.
  Qualquer marsupial selvagem é cuidadoso com os humanos. No entanto, durante a seca, os cangurus são obrigados a partir para áreas povoadas em busca de comida. Quando os humanos se aproximam, eles podem se sentir ameaçados e se defenderem. Mesmo sendo simpático, um canguru bravo é capaz de matar um humano. Porém isso não se pode considerar um ataque, é meramente uma reação instintiva de defesa, pois nós humanos somos seus maiores predadores.

lêmure

Este animalzinho simpático pertence a um grupo de mamíferos próximos dos macacos.É encontrado somente na Ilha de Madagascar.Passa a maior parte do tempo em cima das árvores e se locomove saltando de galho em galho.Quando está no chão, anda como um felino:com a cauda erguida e balançando-se de um lado para o outro.Existem várias espécies de lêmures e o mais conhecido é o "lêmure-de-cauda-anelada", que está representado nesta foto.Como você pode ver, ele tem uma bela cauda comprida comanéis pretos e brancos, que o ajuda a manter o equilíbrio quando salta.O lêmure-de-cauda-anelada vive em um grupo familiar.É herbívoro, mas pode comer também lagartos e insetos.Embora seja uma espécie protegida, o lêmure-de-cauda-anelada ainda é caçadao regularmente pelos malgaxes (aldeia), que apreciam muito sua carne, e infelizmente está em risco de extinção.
 Os lêmures podem ir dos 30 gramas aos 10 kg. As maiores espécies, algumas das quais pesavam mais de 240 kg, extinguiram-se desde que os humanos se estabeleceram em Madagáscar. As espécies menores são noctívagas enquanto as maiores são diurnas.
 As espécies pequenas Cheirogaleoidea alimentam-se de frutos, folhas, brotos, néctar, insectos, pequenos vertebrados e ovos roubados de outros animais.  Os lêmures possuem polegares oponíveis, mas as suas caudas não são preênseis. Têm unhas em vez de garras e visão a cores limitada.
  Ao contrário do resto dos primatas, os lêmures vivem numa sociedade matriarcal.

bicho preguiça

 O bicho preguiça pelo nome já da pra ter uma noção de como ele é. Mas ele é sim, bem preguiçoso, para subir em arvores, olhar para os lados, etc...
  Todos os dedos têm garras longas pelas quais a preguiça se pendura aos galhos das árvores, com o dorso para baixo. Seu nome advém do metabolismo muito lento do seu organismo, responsável pelos seus movimentos extremamente lentos. É um animal de pelos longos, que vive na copa das árvores de florestas tropicais desde a América Central até o norte da Argentina. Na Mata Atlântica, o animal se alimenta dos frutos da Cecropia.
  De hábitos solitátios, a preguiça tem como defesa sua camuflagem e suas garras. Para se alimentar, a Preguiça utiliza-se de "dentes" que se apresentam em forma de uma pequena serra. Herbívoro, tem hábitos alimentares restritos, o que torna difícil sua manutenção em cativeiro. Dorme cerca de 14 horas por dia, também pendurada nas árvores. Na reprodução dá apenas uma cria, e apenas a fêmea cuida do filhote. Reproduz-se, como tudo que faz, na copa das árvores. Raramente desce ao chão, apenas aproximadamente a cada sete dias para fazer as suas necessidades, assim seu predador (onça pintada) fica mais fácil para caça-lo.
  São animais de porte médio (cerca de 3,5 a 6 kg quando adultas), de coloração geral cinza, tracejada de branco ou marrom-ferrugem, podendo ter manchas claras ou negras. O pêlo cresce em sentido diferente dos demais mamíferos, isto é cresce do ventre em direção ao dorso. 
  A gestação da preguiça dura quase onze meses. O recém-nascido mede 20 a 25 cm e pesa cerca de 260 a 320 g, A expectativa de vida para uma preguiça varia de 30 a 40 anos.

Cavalo-Marinho

 O cavalo-marinho é uma espécie de peixe muito curiosa e, no mínimo, exótica. Todos, algum dia, já pararam em frente a um aquário para admirar este peixe. Ele faz um grande sucesso, não só pela sua aparência, mas também pela maneira como nada. Sua capacidade de nadar é bastante limitada por isso vive em águas calmas e abrigadas, como estuários, onde existem algas e plantas marinhas. Neste ambiente, o cavalo marinho pode se enrolar mantendo-se imóvel.
  A reprodução ocorre na primavera. Os ovos postos pela fêmea são fertilizados pelo macho que os guarda em uma bolsa na base de sua cauda. Dois meses mais tarde, os ovos se abrem e o macho realiza violentas contorções para expelir os filhotes. Estes são transparentes e pouco maiores que um centímetro. Sobem logo à superfície para encher suas bolsas de ar, para poderem se equilibrar na água. Já se tornam independentes de seus pais, mesmo sendo frágeis.
  Sua esperança de vida é estimada entre 2 a 4 anos. O tamanho e a cor variam em função das variedades de espécies, mesmo modo que o camaleão, ele pode mudar de cor. 
  O Cavalo-Marinho gosta de comer crust ceos ( espécie de alga ), ele vive em todos os mares e mede de 2 a 60 centímetros.
  Ele tem esse nome, por ser parecido com um cavalo.

Pavão

 O pavão é uma ave de grande porte, com origem na Índia, onde já foi considerado um animal sagrado. Apesar de ser um animal de quinta, o pavão é, acima de tudo, uma ave ornamental, que pode ser encontrada em muitos jardins públicos. 
O seu som característico, alerta-nos para a presença deste animal, mesmo quando não o vemos, embora ele nos esteja a observar. Quando o pavão abre o seu leque de penas, está à procura de uma pavoa para cortejar, é para esse efeito que os machos usam as suas cores garridas.
A pavoa, como acontece com as fêmeas de quase todas as aves, é bastante mais discreta. Embora seja também de grande beleza, as suas cores menos vivas servem como camuflagem para proteger o ninho, ou as crias, dos predadores. 
Peso do macho é de 3900grs e a da fêmea é de 3.300 grs.

 A sua postura é de 4 a 8 ovos que levam 28 dias a chocar. Um pavão pode viver cerca de 30 anos. O pavão não tem outra espécie. Os pavões são bem procurados também por suas majestosas penas, que server para fazer roupas... Porém isto é ilegal.

Camaleão

 O Camaleão é um réptil conhecido por mudar a sua cor para se adaptar a um ambiente ou a uma situação. Esta estratégia o ajuda a se proteger de potenciais predadores e passar despercebido por eles. Além desta característica, possui a capacidade de movimentar os dois olhos independentemente e também de enrolar a cauda para se agarrar.

  Por isso, sobe com facilidade em árvores e corre rápido no chão. É um bom mergulhador e também nada bem, podendo ficar submerso por longo tempo. Caso se sinta acuado, foge ou defende-se com dentadas e chicoteando com a cauda. 

  A incubação é longa, dura de 8 a 9 meses. Ele atinge a maturidade sexual em um ano e pode viver de 4 a 5 anos. Os camaleões têm até 60 centímetros de comprimento, com uma língua muito grande para pegar suas presas, como mariposas, moscas e outros insetos.
 A mudança de cor tem um papel importante na comunicação durante lutas entre camaleões: as cores indicam se o oponente está assustado ou furioso. Acidentalmente, a mudança de cor pode ajudar na camuflagem do animal, embora esta não seja uma ocorrência freqüente, e sim ocasional.
   Como não é uma espécie nativa, a legislação brasileira não proíbe a criação de camaleões como animais de estimação: são bichos dos mais populares entre os fãs de animais exóticos. Recentemente, o IBAMA proibiu a importação de camaleões, eles podem variar entre 1 a 3 quilos.

Tubarões!

O tubarão é conhecido como um animal de extintos muito aguçados, possuem um verdadeiro império de sentidos. São os animais mais capacitados sensorialmente, tem uma capacidade fantástica de perceber estímulos de todos os tipos, é capaz de perceber uma gota de sangue em um milhão e meio de gotas de água a uma distância de 30 metros. O olfato é fantástico, por isso a maior parte dos tubarões vivem em ambientes de fraca visibilidade, já que não enxergam quase nada. 
As faixas unilaterais estam relacionadas e funcionam como radares para perceber vibrações na água. São dotados de sensores elétricos e por isso são 

capazes de perceber a sua presa pelos impulsos elétricos, que todo corpo possui em volta de si, e os tubarões são capazes de percebê-lo. 
Quanto a seus hábitos, é interessante imaginar uma criatura que passa a vida toda nadando, e que para dormir simplesmente reduz o metabolismo e 

continua nadando. 
Talvez se surpreenda de saber que o fígado é o maior órgão de alguns tubarões e é responsável por cerca de 10% de todo o seu peso. Já foi visto tubarões com fígado de 1,5m de comprimento, e quase 1m de largura. 
Para se mover, os peixes, em geral, ondulam o corpo inteiro. Os tubarões usam apenas a barbatana traseira (as outras servem para dar o equilíbrio).
Os tubarões são valiosos, desempenhando um papel crucial na limpeza dos oceanos, comendo animais mortos.
Durante o acasalamento, o macho morde e agarra a fêmea com os dentes, por este motivo, a pele das fêmeas chega a ser três vezes mais espessa do que a dos machos!
Algumas espécies de tubarões, principalmente grandes predadores, chegam a produzir entre 10 a 20.000 dentes ao longo da vida!

Tigres!

O maior tigre encontrado até hoje foi um tigre-da-sibéria com 2,60 metros de comprimento e 320 quilos de peso.
A única maneira de saber se um tigre é macho ou fêmea é pela companhia ds filhotes, já que é a penas a fêmea que cuida da cria.
Os dentes caninos dos tigres são maiores que os de qualquer outro predador, sendo, por exemplo, no mínimo dez vezes mais compridos que o maior dente de um homem.
As listras da cara do tigre são como a impressão digital de uma pessoa. Não há duas pessoas com a mesma impressão, assim como não há dois tigres com o mesmo padrão de listras.
O tigre consegue saltar 9 metros de distância em superfícies planas e quase 5 metros de altura.
Com todo seu peso e tamanho o tigre é capaz de se locomover com extrema graça e elegância e sem fazer o menor ruído.
Os tigres são suficientemente fortes para arrastar grandes presas por longas distãncias. Um único tigre, por exemplo, pode puxar um búfalo-indiano que pesa cerca de 900 quilos. Para locomover um peso tão grande seriam necessários cerca de 14 homens fortes.
Quando faminto um tigre grande pode comer até 45 quilos de carne em uma só refeição. Isso equivale a 1/5 do seu próprio peso.
Os tigres são animais misteriósos e, possuêm códigos prórpios e inúmeras maneiras de se comunicarem entre si, por exemplo, eles tem a mania de arranhar arvores e deixar a marca de suas garras.
Os maiores tigres têm pêlos mais espesso e vivem nas partes mais frias da Sibéria.
Os tigres da selva são sensíveis ao calor e usam a água para refrescar-se. São ótimos nadadores e já houve casos de tigres nadarem mais de 5 quilômetros.

sapos!

Mesmo virando animais terrestres, sapos não ficam longe da água. É que eles respiram também pela pele e para isso precisam mantê-las sempre úmida. Se ela ficar seca, podem morrer sufocados.
Alguns sapos podem saltar a uma altura de até 20 vezes seu próprio tamanho.
Esses animais são importantes para o equilíbrio na natureza. Um sapo adulto come uma quantidade equivalente a três xícaras cheias de insetos por dia. Assim, ajudam a controlar a população de moscas e mosquitos.
Eles possuem uma pequena bolsa atrás dos olhos que, quando apertada, libera o veneno. Os sapos mais venenosos costumam ser também os mais coloridos. É que eles não precisam se esconder de inimigos.
Alguns sapos põem até 25.000 ovos enquanto alguns não chegam a quatro ovos.
A maioria dos sapos sai de seus esconderijos à noite, quando a temperatura é mais baixa e eles correm menos risco de ficarem desidratados.
Sua visão noturna é excelente e são muito sensíveis ao movimento. Os olhos esbugalhados permitem que vejam objetos na frente, nos lados e parcialmente atrás da cabeça, além de descerem até o limite com o céu da boca para empurrar a comida boca abaixo.
Há evidências da presença de sapos na Terra há mais de 200 milhões de anos, o que os transforma em contemporâneos dos dinossauros.
Quando um hábitat é afetado pela poluição ou por mudanças no clima, os sapos costumam ser as primeiras vítimas e servem como um alerta sobre determinado ecossistema.
A pele do sapo possui toxinas que o defendem de predadores e que previnem o crescimento de fungos e bactérias. Algumas delas possuem propriedades médicas, como a epibatidina, encontrada no Epibpedobates tricolor, sapo que vive no Equador e no Peru. Essa substância é um analgésico 200 vezes mais forte do que a morfina.

Golfinhos

Os golfinhos são extremamente rápidos ao nadar, sendo possível para algumas espécies atingir 60 Km/h e saltar até 5 metros acima da água. Levam, assim, vantagem sobre os seus predadores e suas presas.
eles nunca dormem, pois precisam sempre subir a superfície para respirar mesmo à noite. Apenas metade do cérebro deles adormece enquanto a outra parte permanece atenta.
Apesar de seus 80 a 100 dentes em cada maxilar, os golfinhos não mastigam. Engolem tudo e o estômago faz o resto.
Exibicionistas e brincalhões, os golfinhos parecem até bandos de meninos em recreio. Em parte, tais acrobacias são puras demonstrações de agilidade e força; em parte, devem-se a necessidade que têm em respirar periodicamente. Saindo da água, eles expelem o ar pela única narina que possuem, tomam fôlego de novo e voltam a mergulhar.
Os golfinhos nadam livremente pelas águas escuras e agitadas, orientando-se somente pelos ecos dos sons que produz. O formato de sua cabeça funciona como uma caixa acústica. O sonar dos golfinhos opera com uma precisão de detalhes maior do que o sonar eletrônico.
São mamíferos perfeitamente adequados para viverem no mar, podem mergulhar profundamente e se alimentam de peixes , sobretudo de lulas. Podem viver de 25 a 30 anos.

Sapo azul? O.O

Ele mede não mais que 5 centímetros e tem um substância na pele que pode paralisar.
O sapo -flecha-venenosa-azul usa essa cor para se manter vivo. Enquanto muitos animais se escondem para preservar a vida, esse anfíbio faz o contrário - atitude "excêntrica" na natureza. Os especialistas afirmam que esse azul (pouco comum entre os animais) que ele tem na pele com manchas pretas serve para avisar que ele não deve ser tocado, pois possui toxinas na pele!
Ele vive em áreas úmidas e escuras, como pedras perto de rios e florestas.

Urso panda!

Ao contrário do que se pensa, o urso panda é super dócil e muito tímido.
Se alimente principalmente de folhas e brotos de bambus, apesar de ser carnívoro. Eles comem de 10 a 12 horas por dia!
O mais interessante é que ao contrário de outras espécies de ursos, o panda não hiberna durante o inverno!
Eles possuem hábitos noturnos e são muito solitários.
Estão em extinção por causa da caça desenfreada, do desmatamento e da baixa taxa de natalidade e alta taxa de mortalidade.
Os machos urram de vez em quando para chamar a atenção da fêmea e a conquistar.
Raramente ataca os humanos, a não ser que esteja irritado, mas aí qualquer um né?
Eles precisam comer 30 kilos por dia!!!
O panda possui um falso polegar que o ajuda a comer os bambus!

Tartaruga

Elas atingem sua idade sexual a partir dos 25 anos e vão para a praia, para desovar na areia, geralmente elas desovam a 100m do mar para quando a maré subir, não atingir os ovos. Elas sabem onde fazer o ninho se orientando pela areia, quando está muito seca, a tartaruga sabe que ali é o lugar certo.
Quando os filhotes saem dos ovos, procuram ir direto para o mar se orientando pela luz da lua que reflete na água. Porém, só 10% sobrevive pois o resto é morto por seus predadores.
As tartarugas se alimentam principalmente de algas marinhas, mas como o mar anda muito poluído, elas acabam morrendo comendo sacolas plásticas, que pensam ser algas.
Procuram regiões tropicais ou subtropicais e são migratórias.
Normalmente, as fêmeas são mais velozes do que os machos.
No Brasil, o Projeto TAMAR é o grande protetor desses animais tão doces.
Como os filhotes se orientam pela lua refletida no mar ( já citado mais acima), um lei entrou em vigor proibindo construções de casas em pontos de desova pois a luz que tinha dentro das casas, refletia na agua e as tartarugas filhotes iam em direção a mesma, morrendo.
Ao beber agua do mar, a tartaruga absorve muito sal e para não morrer, ela libera o mesmo através de suas lágrimas.

Diabo da tasmânia

O diabo da tasmânia é um animal muito feroz e necrofágos (se alimentam de animais mortos ou a beira da morte).
Eles devoram a presa completamente, não sobra nem ossos, graças aos dentes fortes que eles possuem.
Um tipo de câncer contagioso até para os humanos estão acabando com sua população,que já está reduzida em 64%. Esse câncer não tem cura, e quando o diabo adquire o mesmo, tem apenas 6 meses de vida pela frente. Existe um movimento na Ilha da Tasmânia em proteção à eles, porém os cientistas estão tendo dificuldade para encontrar a cura.
Eles são predadores noturnos pois de dia, se escondem para descansar.
Eles possuem a mordida mais forte entre todos os mamíferos.
Tem a aparência de um cão pequeno, porém muito mais forte.
Come por dia 15% do seu peso e podem chegar a comer 40%  em certa de 30 minutos.

Esquilos!

O esquilo é um pequeno mamífero roedor mede mais de 25 cm de comprimento. Sua cauda chega quase ao seu comprimento, medindo 22 cm. Pesa aproximadamente 250g .
Sua cor muda com o clima e as estações do ano.
No inverno o pêlo é acastanhado com reflexos ruivos, misturado de cinza no dorso ou na cabeça.A barriga é branca.
Tem a audição e olfato muito forte.
Vive geralmente em florestas. É um animal muito rápido, corre e salta com frequência e facilidade de um galho a outro. É conhecido por ser um mamífero esperto.
Ele é um animal muito comum na Europa,embora haja em outros continentes.
Como nos desenhos ele se alimenta de frutos, preferindo nozes e pinhões, pois quando tem muita comida, ele a guarda nas árvores, sob as pedras ou em buracos que ele mesmo cava. São guardados para que possam se alimentar no inverno, época na qual a comida é pouca.
Têm filhotes duas vezes por ano, a primeira em Março e a segunda em Junho. Pode ter na primeira ninhada, 2 a 7 filhotes  e na segunda, um pouco menos. As crias nascem cegas e assim permanecem durante 9 dias.
A fêmea cuida dos mesmos com muito cuidado amor e carinho. Para construírem os seus ninhos, usam os mesmos materiais que as aves, sendo seu interior cheio de musgos.